Brumado registra uma morte por Coronavírus em 24h

Brumado registra uma morte por Coronavírus em 24h

Nesta segunda-feira (17) Brumado registrou 8.375 casos confirmados da Covid-19, o novo coronavírus. São 19.358 notificações. Entre os diagnósticos: 13 internações, 171 óbitos, 238 pacientes em tratamento e 7.966 recuperados. No momento, 84 pessoas aguardam resultado laboratorial e 10.535 foram descartados.

Fonte: Agora Sudoeste

MEC admite que verba para aplicar Enem em 2021 é insuficiente

MEC admite que verba para aplicar Enem em 2021 é insuficiente

Ministério da Educação (MEC) admitiu que a verba destinada para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é insuficiente para aplicar a prova para todos os participantes este ano. A informação foi enviada em documento ao ministro da Economia, Paulo Guedes. O MEC também estimou que faltará dinheiro para pagar bolsas de 92 mil cientistas. Segundo o Estadão, a pasta pediu dinheiro para “viabilizar projetos”, e alertou sobre a possibilidade de impactos pedagógicos “imensos”. No ofício, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, pediu o desbloqueio de R$ 2,7 bilhões e a suplementação de R$ 2,6 bilhões. “Especificamente com relação ao Enem, a insuficiência orçamentária resultaria na inexecução dos serviços, tendo em vista a quantidade de participantes prevista para 2021. (…) O montante disponibilizado não atenderia a totalidade de aplicações/participantes previstas, o que de fato poderia trazer prejuízos às aplicações do Enem e ao Inep”, afirmou o MEC.

Fonte: Brumado Urgente

Saúde distribuirá mais 6,4 milhões de doses de vacinas contra covid-19

Saúde distribuirá mais 6,4 milhões de doses de vacinas contra covid-19

O Ministério da Saúde começa a distribuir, amanhã (18), um novo lote de vacinas contra a covid-19. Os 26 estados e o Distrito Federal devem receber pouco mais de 6,4 milhões de doses de imunizantes, sendo 4,7 milhões da AstraZeneca/Oxford, produzidas pela Fiocruz; 1,08 milhão da CoronaVac, do Instituto Butantan, e 647 mil doses do imunizante da Pfizer/BioNTech. Segundo o ministério, o lote de CoronaVac será enviado a 12 estados que pediram o produto do Instituto Butantan a fim de aplicar a segunda dose da vacina em pessoas que já receberam a primeira dose e precisam concluir o ciclo vacinal. A BioNTech, da Pfizer, será destinada para aplicação da primeira dose em quem tem uma deficiência permanente e pessoas com comorbidades - incluindo gestantes e puérperas (mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias) comórbidas, que também podem receber a CoronaVac. Segundo recomendações dos fabricantes, a segunda dose da CoronaVac deve ser aplicada em um espaço de quatro semanas após a pessoa ter recebido a primeira dose. A AstraZeneca/Oxford e a BioNTech, em 12 semanas. O Ministério da Saúde orienta a população a tomar a segunda dose da vacina mesmo após estes prazos. Segundo a pasta, mais de 89,4 milhões de doses de imunizantes já foram distribuídas para todo o país, e mais de 52,7 milhões delas já tinham sido aplicadas até ontem (16).

Fonte: Agora Sudoeste

Rui Costa proíbe festas no período junino

Rui Costa proíbe festas no período junino

Durante a entrega de uma contenção de encosta no bairro de Boa Vista do Lobato, em Salvador, nesta segunda-feira (17), o governador Rui Costa anunciou em uma coletiva de imprensa que o transporte intermunicipal será suspenso pelo segundo ano consecutivo no período do São João a São Pedro, para evitar que as pessoas viajem nas datas festivas de junho. “O que nós vamos fazer novamente, e eu já posso anunciar desde já, é suspender o transporte intermunicipal no período do São João e do São Pedro, que será feito para evitar que as pessoas viagem. A gente não consegue impedir que todas as pessoas se desloquem, mas pelo menos a gente consegue diminuir a quantidade de pessoas que viajam, e isso nós vamos fazer, porque não é possível gerar aglomeração", disse Rui Costa. O governador também adiantou que nenhuma festa junina será permitida na Bahia, independentemente do número de público. A medida foi tomada para frear o avanço da segunda onda da Covid-19 no estado. “Nós não permitiremos qualquer festa de São João em nenhuma região, em nenhuma cidade, independentemente de público. Não será permitida nenhuma comemoração no São João. Nós temos que ter responsabilidade e eu chamo atenção das pessoas. Fazer festa, fazer aglomeração nesse momento é desrespeitar completamente a vida humana e aquelas famílias que estão com parentes internados ou perdendo parentes". 

Fonte: Agora Sudoeste

Sinjorba pressiona governo pela vacinação dos profissionais de comunicação

Sinjorba pressiona governo pela vacinação dos profissionais de comunicação

O Secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, afirmou neste sábado (15), que a campanha feita pelo Sindicato dos Jornalistas da Bahia (Sinjorba) para que os profissionais da comunicação sejam incluídos nos grupos prioritários da imunização contra a Covid-19, será avaliada na próxima reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB). O pronunciamento do responsável pela pasta foi feito por meio das redes sociais. “Creio que o pleito tenha pertinência e seja bem fundamentado. Vamos avaliar na próxima CIB”, escreveu Vilas-Boas. O Sinjorba deu início a uma pesquisa sobre o adoecimento na categoria – com levantamento do número de casos e de mortes -, e um cadastramento de todos os profissionais do estado, para subsidiar as secretarias de Saúde na vacinação. De acordo com dados fornecidos pelo Sinjorba, um de cada três jornalistas mortos por Covid-19, no mundo, em março de 2021, eram brasileiros. Segundo o sindicato, o resultado parcial da pesquisa feita com profissionais de imprensa baianos já indica um elevado percentual de adoecimento dos profissionais. 

Fonte: Brumado Urgente

'Tá dando o que falar': Polícia acaba com CovidFest no Furado dos Veados

'Tá dando o que falar': Polícia acaba com CovidFest no Furado dos Veados

Por volta das 22h do último sábado (15), uma guarnição da 34ª CIPM foi acionada via CICOM para verificar uma denúncia de festa com aglomeração de pessoas na Fazenda Furado dos Veados, zona Rural do município de Brumado. Ao chegar ao local foi possível identificar um paredão de som com volume ensurdecedor, além de aproximadamente 100 pessoas, dentre as quais 27 eram adolescentes, que descumpriam o decreto de combate ao enfrentamento ao novo coronavírus, causador da COVID-19. Ao realizar busca pessoal em todos os presentes na festa, foi encontrada uma porção de substância análoga à cocaína, com um dos participantes. No local foram encontrados vários frascos de acondicionamento de lança perfume, popularmente conhecido como "Loló". Diante das circunstâncias, foram conduzidos à 20ª COORPIN, o portador da substância entorpecente e o proprietário do local. Posteriormente se apresentou voluntariamente às autoridades policiais, o contratante do espaço para realização do evento.A CovidFest como acabou sendo batizada teve uma grande repercussão e vem confirmar que a Polícia tem que continuar firme em suas ações de coibir esses eventos que podem contribuir para um novo aumento de casos da Covid-19 em Brumado. 

Fonte: Brumado Urgente

‘Empurroterapia’: balconistas de farmácias recebem para empurrar medicamentos aos fregueses

‘Empurroterapia’: balconistas de farmácias recebem para empurrar medicamentos aos fregueses

Farmácia costuma ser sinônimo de cuidado com a saúde, mas o Fantástico descobriu que, em alguns casos, também pode ser outra coisa: uma armadilha. O repórter Giovani Grizotti investigou a "empurroterapia".

Você vai à farmácia e não quer comprar nenhuma vitamina, mas o balconista tenta te convencer. Ou você está na farmácia porque o médico receitou um remédio de marca, o chamado "medicamento de referência". Você não quer levar o genérico, mas o vendedor insiste no genérico. Qual pode ser o motivo?

Um balconista, que aceitou gravar sem mostrar o rosto, explica: “O balconista que entra há pouco tempo em farmácia a primeira coisa que ele aprende: ‘Tu ganha comissão se tu vender esse produto’”.

Já o cliente, que geralmente já está sofrendo com alguma dor, acaba sendo vítima também da ganância, vítima da "empurroterapia".

O que é a "empurroterapia"?

O balconista empurra determinados remédios, determinadas vitaminas, insiste para o cliente comprar produtos mesmo não sendo necessários naquele momento, ou não tendo prescrição médica. O objetivo: ganhar dinheiro, já que o funcionário da farmácia que pratica a "empurroterapia" se beneficia de uma comissão em cima das vendas, um valor fixo, ou uma porcentagem sobre o valor de um produto vendido. E quem paga? Segundo a apuração do Fantástico, laboratórios farmacêuticos. 

Fonte: Brumado Urgente

Rui anuncia suspensão do transporte intermunicipal no São João

Rui anuncia suspensão do transporte intermunicipal no São João

O transporte intermunicipal será suspenso no período do São João para conter a disseminação do coronavírus na Bahia. A medida foi anunciada nesta segunda-feira (17) pelo governador Rui Costa. Ele também criticou as aglomerações registradas no final de semana em Salvador. "Nós vamos agir no sentido de limitar ao máximo o contágio no São João porque é assim mesmo. (...). Todas as vezes que, por alguma razão, as pessoas se juntaram, duas semanas depois os casos aparecem", justificou o governador, ao falar com a imprensa na entrega de uma contenção de encosta no bairro de Boa Vista do Lobato, em Salvador. Neste ano, o feriado não foi antecipado, pois o gestor avaliou que a medida não foi efetiva em 2020. Por outro lado, assim como no último ano, os festejos juninos não serão realizados.

Fonte: Agora Sudoeste

Governo prorroga até 25 de maio toque de recolher em toda a Bahia

Governo prorroga até 25 de maio toque de recolher em toda a Bahia

O Governo do Estado decidiu prorrogar a restrição da locomoção noturna de pessoas das 21h às 5h, em toda a Bahia e em conformidade com as condições estabelecidas nos respectivos decretos municipais, até o dia 25 de maio. A medida, que tem como objetivo conter a disseminação do novo coronavírus, foi publicada em decreto neste domingo (16), na versão on-line do Diário Oficial do Estado (DOE). Em 227 municípios (ver lista abaixo), o toque de recolher vale das 20h às 5h. Já nos municípios integrantes de região de saúde em que a taxa de ocupação de leitos de UTI vier a se manter igual ou inferior a 75%, por cinco dias consecutivos, a restrição na locomoção será válida das 22h às 5h. Por ter alcançado esta meta, o toque de recolher em Salvador continua em vigor das 22h às 5h. A venda de bebida alcoólica em quaisquer estabelecimentos fica proibida, inclusive por sistema de entrega em domicílio (delivery), das 18h de 21 maio até as 5h de 24 de maio. Para a comercialização de bebida alcoólica aos fins de semana, continua a valer a determinação de que as regiões de saúde precisam alcançar a taxa de 75% ou menos de ocupação de leitos de UTI, por cinco dias consecutivos. Por isso, em Salvador, segue permitida a venda de bebidas alcoólicas durante o fim de semana. 
Municípios com toque de recolher das 20h às 5h:
Abaíra, Acajutiba, Adustina, Alagoinhas, Alcobaça, América Dourada, Anagé, Andaraí, Angical, Antas, Aporá, Araçás, Aracatu, Aramari, Baianópolis, Banzaê, Barra, Barra da Estiva, Barra do Choça, Barra do Mendes, Barreiras, Barro Alto, Belmonte, Belo Campo, Boa Vista do Tupim, Bom Jesus da Lapa, Bom Jesus da Serra, Boninal, Bonito, Boquira, Botuporã, Brejolândia, Brotas de Macaúbas, Brumado, Buritirama, Caatiba, Caculé, Caém, Caetanos, Caetité, Cafarnaum, Caldeirão Grande, Canápolis, Canarana, Candiba, Cândido Sales, Capim Grosso, Caraíbas, Caravelas, Cardeal da Silva, Carinhanha, Catolândia, Catu, Caturama, Central, Cícero Dantas, Cipó, Cocos, Condeúba, Contendas do Sincorá, Cordeiros, Coribe, Coronel João Sá, Correntina, Cotegipe, Crisópolis, Cristópolis, Dom Basílio, Encruzilhada, Entre Rios, Érico Cardoso, Esplanada, Eunápolis, Fátima, Feira da Mata, Firmino Alves, Formosa do Rio Preto, Gentio do Ouro, Guajeru, Guanambi, Guaratinga , Heliópolis, Iaçu, Ibiassucê, Ibicoara, Ibicuí, Ibipeba, Ibipitanga, Ibiquera, Ibirapuã, Ibitiara, Ibititá, Ibotirama, Igaporã, Iguaí, Inhambupe, Ipupiara, Iraquara, Irecê, Itabela, Itaberaba, Itaetê, Itagimirim, Itaguaçu da Bahia, Itamaraju, Itambé, Itanagra, Itanhém, Itapebi, Itapetinga, Itapicuru, Itarantim, Itororó, Ituaçu, Iuiu, Jaborandi, Jacaraci, Jacobina, Jandaíra, João Dourado, Jucuruçu, Jussara, Jussiape, Lagoa Real, Lajedão, Lajedinho, Lapão, Lençóis, Licínio de Almeida, Livramento de Nossa Senhora, Luís Eduardo Magalhães, Macajuba, Macarani, Macaúbas, Maetinga, Maiquinique, Mairi, Malhada, Malhada de Pedras, Mansidão, Marcionílio Souza, Matina, Medeiros Neto, Miguel Calmon, Mirangaba, Mirante, Morpará, Morro do Chapéu, Mortugaba, Mucugê, Mucuri, Mulungu do Morro, Muquém do São Francisco, Nova Canaã, Nova Redenção, Nova Soure, Nova Viçosa, Novo Horizonte, Novo Triunfo, Olindina, Oliveira dos Brejinhos, Ouriçangas, Ourolândia, Palmas de Monte Alto, Palmeiras, Paramirim, Paratinga, Paripiranga, Pedrão, Piatã, Pindaí, Piripá, Piritiba, Planalto, Poções, Porto Seguro, Potiraguá, Prado, Presidente Dutra, Presidente Jânio Quadros, Quixabeira, Riachão das Neves, Riacho de Santana, Ribeira do Amparo, Ribeira do Pombal, Ribeirão do Largo, Rio de Contas, Rio do Antônio, Rio do Pires, Rio Real, Ruy Barbosa, Santa Cruz Cabrália, Santa Maria da Vitória, Santa Rita de Cássia, Santana, São Desidério, São Félix do Coribe, São Gabriel, São José do Jacuípe, Sátiro Dias, Saúde, Seabra, Sebastião Laranjeiras, Serra do Ramalho, Serra Dourada, Serrolândia, Sítio do Mato, Sítio do Quinto, Souto Soares, Tabocas do Brejo Velho, Tanhaçu, Tanque Novo, Tapiramutá, Teixeira de Freitas, Tremedal, Uibaí, Umburanas, Urandi, Utinga, Várzea da Roça, Várzea do Poço, Várzea Nova, Vereda, Vitória da Conquista, Wagner, Wanderley e Xique-Xique.

Fonte: Agora Sudoeste

Brumado não registra mortes por Coronavírus no final de semana

Brumado não registra mortes por Coronavírus no final de semana

Neste domingo (16) Brumado registrou 8.349 casos confirmados da Covid-19, o novo coronavírus. São 19.303 notificações. Entre os diagnósticos: 13 internações, 170 óbitos, 229 pacientes em tratamento e 7.950 recuperados. No momento, 71 pessoas aguardam resultado laboratorial e 10.504 foram descartados.

Fonte: Agora Sudoeste

Lacen confirma dispersão de variantes mais agressivas da Covid-19 na Bahia

Lacen confirma dispersão de variantes mais agressivas da Covid-19 na Bahia

O Laboratório Central de Saúde Pública Professor Gonçalo Muniz (Lacen-BA) sequenciou 225 genomas completos do Sars-CoV-2 em pacientes residentes de 88 municípios baianos e detectou 21 linhagens em circulação na Bahia. Entre elas, oito cepas e três variantes de atenção apontadas pelo Ministério da Saúde: a P.1 (Manaus), P.2 (Rio de Janeiro) e B.1.1.7 (Reino Unido). No boletim divulgado de sexta-feira (14), que analisa casos de abril deste ano, o Lacen-BA confirma a predominância das variantes mais agressivas em toda a Bahia, sobretudo, a P.1. Todas as amostras avaliadas eram de pacientes com sintomas clínicos característicos, como dificuldade de respirar, cansaço, Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) ou pneumonia, bem como eram casos suspeitos de reinfecção e óbitos. Os dados sugerem que a mobilidade humana representa um fator crucial para a dispersão do SARS-CoV-2 e das novas variantes, que é o resultado de suas múltiplas mutações. Portanto, a Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) conclui que uso de máscara, distanciamento social e higiene frequente das mãos continuam sendo as medidas mais eficazes no combate ao coronavírus.

Fonte: 97news

78 pássaros silvestres são apreendidos em Poções

78 pássaros silvestres são apreendidos em Poções

Uma operação conjunta entre a 79ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) e o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), resultou na apreensão de 78 pássaros silvestres, na quinta-feira, 13, na cidade de Poções, na região sudoeste da Bahia. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), os policiais chegaram na localidade, após uma denúncia revelar o comércio ilegal em um imóvel, no bairro de Lagoa Grande. No local indicado foram apreendidas 78 aves aprisionadas em gaiolas e alçapões. Conforme o comandante da 79ª CIPM, major Alécio Marques de Andrade, os animais foram encaminhados ao Centro de Triagem de Animais Silvestres, na cidade de Vitória da Conquista, onde passaram por avaliação. O homem acabou conduzido à Delegacia Territorial (DT) da cidade.

Fonte: Achei Sudoeste

Maio Cinza: um alerta para o câncer de cérebro

Maio Cinza: um alerta para o câncer de cérebro

Maio é o mês de conscientização do câncer de cérebro, um tumor potencialmente grave por atingir o órgão responsável pelo controle de todas as funções do nosso corpo. O Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima que no Brasil sejam diagnosticados 11.090 novos casos de câncer cerebral anualmente, sendo 5.870 homens e 5.220 mulheres neste ano. Atualmente, ocupa a décima posição entre os tumores mais frequentes nas mulheres brasileiras e a décima primeira posição entre os homens. Esses números tendem a ser muito maiores se forem considerados, também, os tumores benignos do sistema nervoso central. 

Segundo o médico David Pinheiro Cunha, oncologista e sócio do Grupo SOnHe – Sasse Oncologia e Hematologia, o tumor no cérebro pode ter apresentações variáveis. “É frequente, nos benignos, o paciente permanecer assintomático por um período prolongado, isso porque o tumor cresce lentamente e o cérebro vai se adaptando. Podem ocorrer também sintomas focais, que são dependentes do local em que está localizado o tumor, podendo cursar com perda de força em alguma parte do corpo, alteração na visão, audição, fala e comportamento. Porém, vale ressaltar que as manifestações, na maioria dos casos, são inespecíficas como sonolência, náuseas, vômitos, crise convulsiva ou dor de cabeça”, explica. 

O neurocirurgião Victor Vasconcelos, CEO da Relevance Neurocirurgia, ressalta que, no sistema nervoso, a classificação de tumores benignos ou malignos pode não representar a real ameaça que a presença da lesão causa, uma vez que mesmo tumores benignos são capazes de gerar graves consequências à saúde, caso se localizem em áreas nobres do sistema nervoso. “Existem alguns fatores que aumentam o risco para o desenvolvimento de tumores no cérebro, como a exposição à radiação ionizante, histórico familiar de câncer e doenças genéticas, condições que afetam a imunidade (em pacientes com AIDS ou uso de medicamentos imunossupressores) e presença de outro câncer (em especial melanoma, mama e pulmão). Outras condições são frequentemente estudadas, mas ainda necessitam comprovação quanto ao risco de desenvolverem o câncer cerebral como o uso excessivo de celulares, substâncias tóxicas utilizadas na indústria e agricultura (como arsênio ou chumbo), proximidade com redes de alta tensão, uso de aspartame em adoçantes e a infecção por alguns tipos de vírus”, aponta. 

De acordo com o Dr. David, no que se refere à agressividade, os tumores benignos – que apresentam crescimento lento – podem ser acompanhados por exames de imagem periódicos ou tratados com cirurgia com altíssimas chances de cura. “Já os tumores malignos apresentam crescimento rápido, presença de sintomas e necessitam de tratamentos mais agressivos. Dentre os tumores malignos, o glioblastoma multiforme é o que apresenta menores chances de cura, apesar do avanço do tratamento nos últimos anos”, explica

Com relação à prevenção, o Dr. Victor conta que algumas medidas podem ser tomadas, como evitar a exposição à radiação ionizante e às substâncias tóxicas. “No entanto, alguns fatores de risco não dependem do comportamento do indivíduo, como os relacionados ao histórico familiar e a presença de outras doenças. Diante disso, o papel do diagnóstico precoce se torna uma das principais armas para prevenir o dano da doença. A identificação do quadro numa fase inicial é fundamental para a implementação do correto tratamento, o que pode determinar a capacidade de controle ou até a cura do paciente e reduzir muito a chance de sequelas neurológicas. Até o momento, contudo, não há benefício comprovado de recomendar exames de triagem para pessoas que não apresentem sintomas sugestivos dos tumores cerebrais nem uma das condições de risco supracitadas”, afirma o neurocirurgião.

Então, quando devo me preocupar com uma dor de cabeça? “A cefaleia, conhecida como dor de cabeça, é o sintoma mais comum do câncer de cérebro, acontecendo em 33 a 71% dos casos.  Porém, nem todo quadro de cefaleia é sugestivo de tumor cerebral; se for um sintoma diário e persistente ao longo de dias, com intensidade crescente e mais comum à noite ou ao acordar, é um sinal de alerta. Deve também ser sempre investigada quando acompanhada de sinais e sintomas, como vômitos recorrentes, crises epilépticas, sonolência excessiva, confusão mental, deficiência gradual da movimentação ou da sensibilidade de alguma parte do corpo e dificuldades de fala e da visão”, explica o oncologista Dr. David. 

Equipe completa e tecnologia: boa chance de cura

A boa notícia é que a maioria dos tumores cerebrais podem ser curados. É importante que o tratamento seja individualizado e realizado por uma equipe completa composta por neurocirurgião, oncologista, radioterapeuta, patologista e radiologista. “De uma forma geral, a cirurgia é o principal tratamento. Atualmente, diversas tecnologias foram incorporadas na neurocirurgia, como monitorização intra-operatória e métodos minimamente invasivos, possibilitando a diminuição do risco de sequelas no ato cirúrgico. A associação de radioterapia e quimioterapia geralmente é necessária nos tumores mais agressivos, considerados de alto grau. No entanto, em outros casos, o tumor pode não ser eliminado completamente e o paciente pode ter que conviver com o tumor. O acompanhamento nesses casos deve visar sempre minimizar os sintomas causados pela lesão, a fim de promover a melhor qualidade de vida possível”, afirma o neurocirurgião.

Ambos profissionais reafirmam que, apesar dos avanços nas técnicas de tratamento, o diagnóstico precoce ainda é a principal arma para aumentar as chances de cura e reduzir as sequelas. “Por isso, a importância do Maio Cinza, que tem como objetivo conscientizar a todos sobres os sintomas que devem ser investigados. Mesmo durante o período de pandemia, importante lembrar que a COVID-19 não é a única vilã!”, finaliza Dr. David.

David Pinheiro Cunha é oncologista com residência em Oncologia Clínica pela Unicamp. Graduado em medicina pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC Campinas) e residência em Clínica Médica pela PUC Campinas. Possui título de especialista em Oncologia Clínica pela Associação Médica Brasileira – AMB/SBOC. Realizou observership no serviço de Oncologia em Northwestern Medicine Developmental Therapeutics Institute, Chicago, Illinois, EUA. É membro da Diretoria Científica da disciplina de cancerologia da Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas (SMCC). É membro titular da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) e da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO). É sócio do Grupo SOnHe – Sasse Oncologia e Hematologia e atua na Oncologia do Radium Instituto de Oncologia, do Hospital Santa Teresa e do Hospital Madre Theodora.

Victor Vasconcelos é neurocirurgião oncológico do Radium Instituto de Oncologia, Centro Infantil Boldrini e do Grupo Relevance Neurocirurgia. Coordenador do Serviço de Neurologia e Neurocirurgia do Hospital e Maternidade Madre Theodora e de equipe do Hospital e Maternidade Santa Teresa.  Formação: neurocirurgião e Mestre pela Unicamp. Especialização em Neuro-oncologia pelo Hospital Sírio Libanês. Fellow em Neuro-oncologia Johns Hopkins Hospital (Maryland – EUA) e em Cirurgia endoscópica mimimamente invasiva de crânio pela Ohio StateUniversity (OHIO – EUA). Membro titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia.

Fonte: Brumado Urgente

Brumado: Ao desviar de cavalo, motociclista bate em cachorro e sofre acidente na Av. Lindolfo Azevedo Brito

Brumado: Ao desviar de cavalo, motociclista bate em cachorro e sofre acidente na Av. Lindolfo Azevedo Brito

Um acidente que aconteceu no início da tarde de quinta-feira (13), na Avenida Lindolfo Azevedo Brito, em Brumado, deixou uma mulher ferida. Ela pilotava a motocicleta e tentou desviar de um cavalo que estava solto na rodovia, mas bateu em um cachorro que também estava na via. Segundo informou os familiares, Suane Júlia que reside na comunidade de Lagoa do Arroz, seguia para o centro da cidade por volta das 13h quando o acidente aconteceu. A motociclista sofreu vários ferimentos, foi levada para o Hospital Professor Magalhães Neto, com fraturas no rosto. "É um absurdo o que vem acontecendo em Brumado, parece terra sem lei. Até quando esses animais vão ficar soltos nas ruas e rodovias. Hoje minha filha machucou feio, mas e se ela tivesse morrido?", argumentou o pai de Suane enquanto aguardava atendimento no Hospital.

Fonte: 97news

Óbitos de pessoas na faixa de 30 a 39 anos aumentam mais de 70% na Bahia

Óbitos de pessoas na faixa de 30 a 39 anos aumentam mais de 70% na Bahia

A Bahia apresentou aumento percentual de 78% em abril no número de óbitos por Covid-19 da população na faixa etária entre 30 e 39 anos. Os dados são em razão da comparação com a média para a idade desde o início da pandemia e contabilizado pelos Cartórios de Registro Civil do Estado.

O aumento percentual de mais de 40% no número de óbitos de pessoas mais jovens, na faixa etária entre 30 e 49 anos e, um pouco menor, na faixa dos 50 aos 59 anos, contabilizados pelos Cartórios de Registro Civil do Brasil no mês de abril. 

Ainda aguardando o cronograma de vacinação para suas idades na Bahia, a população mais jovem viu crescer os números percentuais de óbitos no último mês, mesmo quando comparados a março deste ano, o mês com maior número de mortes causadas pelo novo coronavírus no estado, e também em relação à média de mortes de sua faixa etária desde o início da pandemia.

Os dados constam no Portal da Transparência do Registro Civil, base de dados abastecida em tempo real pelos atos de nascimentos, casamentos e óbitos praticados pelos Cartórios de Registro Civil do País, administrada pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil), cruzados com os dados históricos do estudo Estatísticas do Registro Civil, promovido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com base nos dados dos próprios cartórios brasileiros.

Na Bahia, a faixa etária que registrou o maior percentual de aumento em relação à média desde o início da pandemia foi a da população entre 30 e 39 anos, crescimento de 78% no número de óbitos em abril na comparação com o período que vai de março de 2020 a março de 2021. Não houve aumento nos números absolutos desta faixa etária no último mês, mesmo com a diminuição no total de mortes causadas pela doença em relação a março de 2021.

Na sequência, a faixa etária que vai dos 40 aos 49 anos viu o aumento do número de óbitos crescer 49% em relação à média para esta faixa etária desde o início da pandemia. Em números absolutos não ocorreu aumento, mas em comparação as outras faixas etárias sim, mostrando o quanto a população dessa idade mostrou um grande índice no crescimento de óbitos.

Ainda em crescimento, mas em patamares inferiores, a população entre 50 e 59 anos registrou aumento de mortes de 28% em relação à média desta idade no período. Já a população na faixa etária entre 60 e 69 anos apresentou crescimento percentual de 38% nos óbitos por Covid-19 em relação à média para esta idade desde o início da pandemia.

Nas demais faixas etárias, já vacinadas, o número de óbitos caiu em relação à média desde o início da pandemia, reduzindo 12% na faixa entre 70 e 79 anos, 45% entre 80 e 89 anos, e 57% na população entre 90 e 99 anos.

Na média nacional, a Bahia apresenta um crescimento de 78% na faixa de 30 a 39 anos, ficando acima da média nacional, que apontou crescimento percentual de 56%. Já as faixas etárias de 40 a 49 e 50 a 59, com aumento percentuais de óbitos de 36% e 37% respectivamente, ficaram abaixo da média do País. A faixa de 60 a 69 anos, mostrou um crescimento de 38%, ficando acima da média nacional, que registrou aumento de 22%.

Já na faixa etária entre 30 e 39 anos, 22 Estados registraram crescimento em abril em relação à média do período, sendo que 12 deles acima da média nacional. Os aumentos foram maiores nos Estados do Mato Grosso do Sul (103%), Goiás (97%), Rio Grande do Norte (94%), Mato Grosso (92%) e Distrito Federal (90%). A lista tem ainda Paraná (75%), São Paulo (73%), Minas Gerais (67%) e Rio de Janeiro (59%).

Na última faixa com crescimento nacional acima de 50%, entre 50 e 59 anos, novamente todos os Estados brasileiros registraram crescimento, sendo 16 deles acima da média nacional. Os maiores aumentos foram nos Estados do Rio Grande do Norte (152%), Pará (105%), Rio Grande do Sul (80%) e Acre (73%). O Paraná registrou aumento de 59%, Distrito Federal, de 58%, São Paulo, de 56%, e Rio de Janeiro de 54% nesta faixa etária.

Fonte: Brumado Urgente